Uma nota sobre o sumiço dos posts em junho e julho – Saúde em primeiro lugar

Fim de maio descobri que teria que fazer uma cirurgia o quanto antes de endometriose. Vale colocar aqui que atualmente muitas mulheres sofrem com essa doença que muitas vezes demoram anos para serem diagnosticadas…no meu caso estima-se 10 anos! :-O

A endometriose causa muita dor. No meu caso, o pior momento era durante a menstruação. Sentia dores inexplicáveis, o pior de tudo é que acabamos nos adaptando com aquilo. Imagina! Se adaptar com a dor! Mas sim, isso acontece e foi o meu caso até falar para minha médica que estava pensando em ter filhos. A partir daí um turbilhão de exames pedidos, dentre eles, o da endometriose (que diga-se de passagem não é simples de ser diagnosticada).

Bom…fiz tudo e lá estava ela…focos de endometriose em vários pontos, principalmente na bexiga. Tentamos resolver com remédios, não deu certo. Por isso, a urgência de uma cirurgia, pois corria o risco de perder um órgão. O médico fala isso com uma naturalidade tão grande que assusta, ainda mais para mim, pois simplesmente tenho pânico de cirurgias! A única que tinha feito até aquele momento tinha sido para retirar o siso e foi uma experiência nada legal. Então, imagina o meu desespero ao saber que teria que me desapegar de um pedacinho da minha bexiga?! Depois de muito choro para extravasar todo o medo que senti naquele momento…fui ao “mestre google” perguntar algumas coisas! Gente, não vale a pena! O primeiro resultado só me deixou pior! Sem contar que apareciam fotos terríveis. Pronto….nada de google para pesquisar sobre cirurgias! rsrs

Deitada na grama pertinho de casa. Excelente recarregador de energia!

Deitada na grama pertinho de casa. Excelente recarregador de energia!

Iniciei a busca por um especialista. E daí foram várias consultas, conversas, e por fim a escolha. Com tudo isso, o blog e várias coisas relacionadas ao trabalho tiveram que ficar de lado, acho que foi por um bom motivo! 😉 Agora já estou quase 100% e dessa vez sem todos aqueles focos de endometriose sugando minha energia. Fiz a cirurgia no início de julho, lógico que fiz mil planos para fazer durante a recuperação! kkkk Gente, recuperação é para recuperar mesmo! Não consegui fazer nada, o corpo pedia descanso físico e mental. 

Só agora em agosto é que estou conseguindo retomar algumas atividades, mas agora com outro ânimo. A endometriose realmente acaba com a energia da mulher, agora entendo aqueles dias que acordava já pensando na hora de dormir novamente.

E tudo isso me ensinou uma coisa bem simples: valorizar a saúde e as pequenas coisas que podemos fazer diariamente quando estamos saudáveis e nem percebemos. Como por exemplo:

  • levantar sozinha da cama,

    Agility com Mel

    Agility com Mel

  • ir ao banheiro (precisei usar sonda urinária durante 8 dias e é simplesmente horrível!),
  • conseguir abaixar para amarrar o cadarço do sapato,
  • poder colocar qualquer roupa (até hoje ainda só consigo usar roupas mais largas por causa dos pontos da videolaparoscopia),
  • tomar banho sem se preocupar em molhar os pontos e onde vai pendurar a sonda,
  • correr,
  • brincar e passear com minhas cadelas,
  • fazer agility,
  • sair de casa,
  • sentar em frente ao computador para escrever,
  • dormir a noite inteira…e por aí vai.

Tudo isso que citei são coisas simples, tão simples que muitas vezes nem damos valor a isso, pois faz parte do nosso dia-a-dia. Só quando não podemos fazer que nos damos conta o tanto que isso é importante e nos faz falta.

Então esse post fica como um resumão de junho e julho…e por incrível que pareça, apesar de não ter tido posts falando sobre os temas do mês, reflexão e revisão, respectivamente, isso acabou sendo o que mais fiz. Em junho pensei e refleti sobre muita coisa: o rumo da minha vida, da minha carreira, da minha relação, da minha saúde e julho foi um mês de muita revisão e decisão para seguir e focar no sonho. No sonho de viver fazendo o que eu amo que é escrever e ensinar/aprender. Paro por aqui…porque já está longo esse texto e tem muito post para escrever para os próximos meses.

Ah…se tiverem qualquer pergunta sobre a endometriose e o processo pelo qual passei é só falar! Terei imenso prazer em ajudar.

Author: Ludmila Carvalho

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *