Qual é a sua história?

A nossa vida é uma grande história, mas saber qual o propósito da nossa história é escolha pessoal. Cada um com suas escolhas diárias, insere um novo capítulo à sua história de vida a cada dia. Capítulos esses muitas vezes repetidos e mal planejados. Porém, às vezes dá “aquela louc@” e fazemos exatamente o que temos vontade e é justamente nesse capítulo “escrito” de forma totalmente impensada que pode sair os melhores capítulos de nossa vida e com eles podemos descobrir nosso verdadeiro propósito.

Como tem sido os seus dias? A sua semana? O seu mês? O seu ano? Você está seguindo seu propósito? Ou está simplesmente seguindo o fluxo sem saber para onde está sendo levad@.

Eu, às vezes, sinto que acabei de jogar fora um dia…um dia pouco produtivo, sem aprendizagem, sem significado…isso é triste, porém às vezes acontece. Acho que quando começamos a ter consciência que estamos escrevendo nossa história, que cada dia que vivemos é o nosso legado que estamos escrevendo, começamos a pensar melhor no caminho que estamos seguindo.

Nem sempre é fácil mudar, há tantas pessoas e seres envolvidos em nossa história. Não dá para simplesmente largar tudo e falar “Fui”! Bom…dá até que dá, mas com certeza não é a melhor opção.

Mas nem tudo está perdido, é possível sim tomar as rédeas da nossa história, desde que tenhamos consciência de qual “roteiro” queremos seguir (e nada impede que no meio do caminho a gente decida mudar o roteiro novamente!). Muitas vezes, esse roteiro está 80% ligado ao trabalho que escolhemos para a nossa vida. Já pensou que o trabalho ocupa boa parte do seu tempo? Se não trabalharmos com algo que agregue valor à nossa história e nos ajude a alcançar nosso propósito fica difícil “escrever” uma história legal e significativa.

Por isso, a importância de parar e refletir: em qual ponto está a minha história de vida?

Image courtesy of punsayaporn at FreeDigitalPhotos.net

Image courtesy of punsayaporn at FreeDigitalPhotos.net

  • Está legal?
  • “Dá um bom filme?”
  • É isso que quero deixar como legado?
  • Me proporciona momentos de felicidade?
  • Me oferece momentos de aprendizagem?
  • Me emociona?
  • Me realiza?

Se você responder “não” para algumas dessas perguntas, será que não está na hora de reinventar a sua história?

Pense nisso!

Author: Ludmila Carvalho

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *