Mochilão – Parte I

Organize-se!

Esse é o nosso tema do mês! E para dar início aos nossos posts sobre o assunto, vou falar um pouquinho sobre a minha relação com a organização.

Eu nunca me preocupei em ser uma pessoa organizada. Pelo contrário, sempre achei que parar para me organizar me fazia perder ainda mais tempo. Mas conforme o tempo vai passando, a gente vai criando novos objetivos, descobrindo coisas novas e querendo ir mais longe. Assim aumentam também o número de atividades que precisamos e queremos fazer.

E isso é maravilhoso! Mas desenvolver tantas atividades pode se tornar um pesadelo se você começar a fazer tudo ao mesmo tempo, de forma desordenada e sem definir prioridades.

E não poderia ser diferente também na hora de arrumar as malas e viajar!

By Mirelle Rocha

By Mirelle Rocha

Eu sempre gostei de viajar. Viagens de carro, de ônibus, de avião, de trem, de navio, de canoa, com turma, com namorado, com família ou mesmo sozinha. Não importa o tipo de viagem, o mais importante é botar o pé na estrada e ir.

Já fiz vários tipos de viagem, mas admito que tenho preferência por viagens que são feitas sem o intermédio de agências de viagens. Entendo que contratar um pacote através de uma agência nos traz muito mais segurança e comodidade, mas eu gosto mesmo é da liberdade de escolher um destino e conhecê-lo da forma que o meu coração mandar.

Esse tipo de viagem pode ser uma maravilha, com mil possibilidades e descobertas, mas também pode ser uma cilada se você não tiver um mínimo de organização para fazer o seu planejamento. Mesmo que seja uma pequena viagem de 2 dias, se você não se organizar corre o risco de se perder no caminho, de não encontrar um lugar para dormir, de ficar sem dinheiro ou até mesmo de deixar de participar de alguma atividade bacana no local.

Quando eu falo planejar a viagem, não quero dizer definir exatamente o que você vai fazer em cada minuto do seu dia. É muito cansativo fazer uma viagem e ter que ficar o tempo todo preocupado com horário, com tempo, com o “tem que ir”, “tem que fazer”, “tem que ser agora”. É claro que dependendo da sua disponibilidade de tempo para viajar e da quantidade de atividades que você vai querer participar, o roteiro terá que ser um pouco mais “engessado”. Mas é sempre bom deixar um tempinho livre para passear pela cidade, sentar em uma praça ou mesmo ficar à toa observando uma paisagem diferente!

Para exemplificar essa nossa conversa, vou citar o Mochilão que eu fiz no ano passado pelo Peru. Como eu já estava acostumada a viajar sozinha e sem agente de viagens, achei que seria super tranquilo organizar essa viagem, até porque eu não queria uma viagem totalmente definida e estruturada! Agendei as férias e pronto! Eu teria exatos 30 dias para planejar o mochilão.

By Mirelle Rocha

By Mirelle Rocha

Mas então eu me deparei com um fator não previsto que alterou todo o planejamento da minha viagem: a alta temporada no Peru! Eu sabia que a época de seca era a mais concorrida para conhecer Machu Picchu e as demais cidades que eu gostaria de visitar! Mas eu não contava que iria correr o risco de ficar sem ingresso, sem passagem de trem e sem hostel para me hospedar caso não fizesse as reservas com antecedência. E aí foi um desespero só!!! Tive que decidir na marra e na correria todos os passeios que eu tinha vontade de fazer, todos os locais que iria conhecer, comprar tickets e passagens pela internet, e fazer reservas sem ter certeza de absolutamente nada!

No final das contas deu tudo certo! Passei pelos perrengues normais de um mochilão mas sobrevivi! E aprendi muito! Uma experiência que vou levar para a vida!

Essa viagem me mostrou, mais do que nenhuma outra, a importância do planejamento. E nesse caso, é importante ressaltar que planejamento não significa rigidez e sim, buscar um mínimo de conhecimento sobre o local para onde vamos viajar para sermos capazes de traçar um plano b ou c se for necessário. É saber quais são as nossas opções no caso de um contratempo para poder agir com tranquilidade e segurança apesar de estar em um terreno desconhecido.

E vou compartilhar com vocês os meu principais aprendizados para a organização de um Mochilão…mas isso é conversa para um próximo post!

Author: Mirelle Rocha

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *